moca_lendo_um_livro

Conheça 20 livros para entender a luta antirracista

A pauta da luta antirracista entrou de vez nas manchetes dos grandes veículos de comunicação, em postagens de marcas, celebridades e anônimos nas redes sociais, o que já não era sem tempo.

O recente caso de George Floyd, nos Estados Unidos, foi o estopim para a luta antirracista ganhar as ruas americanas e se espalhar por diversos outros países.

Aqui no Brasil, o brutal assassinato do adolescente João Pedro, na cidade do Rio de Janeiro, escancarou, mais uma vez, toda a violência policial que impera nas comunidades brasileiras, onde a maioria da população é composta de pessoas pretas e pardas.

O racismo precisa ser entendido, debatido e enfrentado. Pois, não basta não ser racista, é preciso ser antirracista.

Reconhecer o racismo estrutural e se posicionar com atitudes que ajudem no enfrentamento do problema.

Sabemos que todo o processo de desconstrução de preconceitos, reconhecimento de privilégios e empatia pelo próximo, requer estudo, dedicação e vontade de evoluir. Os C@maleões da DAAZ apoiam a luta antirracista, por isso indicam uma lista preparada pela Companhia das Letras com livros de não-ficção que ajudam a construir uma bagagem intelectual para o entendimento e a urgente luta contra o racismo.

BOA LEITURA

  1. Solomon Northup (Penguin, 2014)
  2. A autobiografia de Martin Luther King, de Clayborne Carson (Zahar, 2014)
  3.  A educação de uma criança sob o protetorado britânico: Ensaiosde Chinua Achebe (Companhia das Letras, 2012)
  4.  A cor da liberdade: os anos de presidência, de Nelson Mandela e Mandla Langa (Zahar, 2018)
  5.  A origem dos outrosde Toni Morrison (Companhia das Letras, 2020)
  6.  Dicionário da escravidão e liberdade, de Lilia Moritz Schwarcz e Flávio Gomes (Orgs.) (Companhia das Letras, 2018)
  7.  Entre o mundo e eu, de Ta-Nehisi Coates (Objetiva, 2015)
  8.  Fiel, de Jessé Andarilho (Objetiva, 2014)
  9.  Malcolm X, de Manning Marable (Companhia das Letras, 2013)
  10.  Martin e Rosa, de Raphaële Frier e Zaü (Pequena Zahar, 2014)
  11.  Minha história, de Michelle Obama (Objetiva, 2018)
  12.  Mocambos e quilombosde Flávio dos Santos Gomes (Claro Enigma, 2015)
  13.  Muito longe de casade Ishmael Beah (Companhia das Letras, 2015)
  14.  Na minha pele, de Lázaro Ramos (Objetiva, 2017)
  15.  Nômadede Ayaan Hirsi Ali (Companhia das Letras, 2011)
  16. O amor como revoluçãode Henrique Vieira (Objetiva, 2019)
  17.  O alufá Rufino, de João José Reis, Flávio dos Santos Gomes e Marcus J. de Carvalho (Companhia das Letras, 2010)
  18.  O jogo da dissimulação, de Wlamyra R. de Albuquerque (Companhia das Letras, 2009)
  19.  O perigo de uma história única, de Chimamanda Ngozi Adichie (Companhia das Letras, 2019)
  20.  Pequeno manual antirracista, de Djamila Ribeiro (Companhia das Letras, 2019)

LEIA TAMBÉM:

Fake news: qual é a nossa responsabilidade?

O Fake não deve ser News

Mulheres trabalhadoras ainda seguem em luta

Compartilhar

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email